MATA ATLâNTICA

Bioma onde o Instituto Perene nasceu e onde estão parte das raízes do que plantamos com nossos projetos.

A Mata Atlântica abrange cerca de 13% do território nacional, um percentual que representa apenas 12% da sua composição original. Com o processo de degradação, já não há na Mata Atlântica grandes áreas contínuas, mas há presença de fragmentos florestais em 17 estados brasileiros nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. 

A riqueza desse bioma pode ser mensurada avaliando que, mesmo com a agressividade da inferência humana, ele ainda abriga cerca de 35% das espécies vegetais existentes no Brasil. Essa riqueza é maior que a de alguns continentes, um dos motivos que torna a Mata Atlântica uma das Reservas de Biosfera da Unesco. A Mata Atlântica é berço de águas e tem uma participação fundamental na economia do país. Nesse bioma estão localizadas bacias que servem desde a navegação fluvial, como o rio Tietê, e também rios que são fonte para a geração de energia elétrica, como o rio Paraná, onde está localizada a Usina de Itaipu.

Veja mais informações sobre a Mata Atlântica atualizadas periodicamente em: https://mapbiomas.org/

A Mata Atlântica foi o alvo do primeiro projeto de conservação ambiental do Instituto Perene. Desde 2006, a Reserva do Paraguaçu, área do Instituto na região de Maragogipe (BA), é a base para a preparação de mudas destinadas à recuperação de áreas degradadas. Conheça os projetos do Instituto Perene voltados para a conservação da Mata Atlântica: Fogão do Mar e Fogões + Eficientes.